Marinha realiza operação de vistoria nas áreas de projetos de aquicultura em Águas da União

Atualizado: Mai 15

"Projetos de aquicultura da COOPERAQUA e outros empreendedores receberam a vistoria da Marinha para a análise de viabilidade."



O dia 12 de maio de 2021, quarta-feira, foi a data escolhida pela Marinha do Brasil, através dos oficias da Delegacia da Capitania dos Portos de São Sebastião, para a realização das vistorias nas áreas de empreendimentos de aquicultura que estão sendo analisados pelos órgãos do Governo Federal, para receberem pareceres técnicos de viabilidade, ou não, visando a implantação de empreendimentos aquícolas de maricultura, algas marinhas e de cultivo de organismos vivos através de Cessão de Uso em Águas da União.


A visita técnica foi realizada com a embarcação da Marinha e teve o acompanhamento do presidente da AMA Brasil, Hermann Palmeira, que esteve pessoalmente na área de cultivo do costão do Barequeçaba, onde o Sr. Nelson José Brescia está iniciando projeto de maricultura, e posteriormente estiveram no costão da Figueira, no bairro São Francisco, onde a COOPERAQUA está licenciando o seu projeto de produção de Algas Marinhas, da espécie Kappaphycus alvarezii, em parceria com a AMA Brasil e o apoio da Agência Costeira, ambos localizados no município de São Sebastião, e tendo a responsabilidade do profissional Técnico em Aquicultura, Renato do Prado Santos, que também é presidente da COOPERAQUA e Diretor de Aquacultura da AMA Brasil.


As mesmas visitas técnicas realizada no dia 12 de maio estavam programadas para os meses anteriores, mas foram reagendadas em função das restrições impostas pelo Governo do Estado de São Paulo, impedindo os trabalhos de campo, e como já estão abertas as novas operações de vistoria, a AMA Brasil será comunicada nos próximos dias sobre o agendamento das suas 6 (seis) áreas de licenciamento simultaneamente, pois todas já foram encaminhadas e notificadas sobre a agilidade e o andamento da fase de vistorias que serão igualmente realizadas pela Marinha do Brasil, sendo uma área de cultivo em Caraguatatuba, uma área em São Sebastião, uma área em Ubatuba, e outras três áreas em Ilhabela, todas no Litoral Norte de São Paulo. Notícias e informações referentes ao andamento destas atividades serão noticiadas em breve neste website e poderão ser melhores compreendidas no decorrer das atividades e ações que estão programadas.






37 visualizações2 comentários